2 de set de 2009

Cartas de amor

Assim, está tudo estranho.

Só tenho certeza que te quero, mas isso me soa tão vago.
Parece que um turbilhão de imagens forma-se na minha cabeça e tudo que não serve mais precisa ser descartado.

A única verdade que quero resgatar de antigos hábitos é você.

Entenda, estou um pouco sedada, um pouco confusa, talvez mais sincera do que deveria.

Mas nada disso significa que qualquer coisa mudou. Pelo contrário, veja bem, muito pelo contrário.

Você me consome. Carne, fogo, entrego minha respiração, pele, desejos. Tudo o mais que você pedir.

(suspiros apaixonados) (todos meus)

Pois, na verdade, tudo que eu desejo é me livrar de tudo que não combina mais nem com você, muito menos comigo.

.....

assim.

.....

Enxugo os olhos secos e lembro-me da sua visão lúcida e clara. De seus passos largos, de seus braços, de sua risada-quase-histérica-de-pavor-de-dentes-cerrados da minha cara de apaixonada.

......

Consigo ser mais clara que isso? Sinto vertigens e as margens em branco quase podem me engolir. Sou indigesta. às vezes.

.....

eu. apaixonada.