10 de mai de 2010

Tradução

Eu queria te dizer do meu amor sem pausas.
Da falta latente no meu peito, que só o seu olhar aquece.
Do silêncio entre as minhas respirações, que você decifra-e-devora.

Os seus olhos brilhantes nas minhas manhãs.
Seus cabelos perdidos nas minhas blusas.
Seu jeito delicado de pedir desculpas respirando entre meus dedos.

Fiquei te olhando sob seus ombros, ouvindo você lamuriando baixinho enquanto suspirava a cada curva de todas estradas.

Pausei minha respiração por alguns instantes ao sentir suas hesitações. A fala ritmada. O vento que entrava pelas janelas, o cheiro de suas mãos no meu colo. Meus dedos tocando levemente a pele do seu pescoço.

O meu desejo resplandecia. Suspirava todas as pequenas alegrias diárias que só o teu desejo maciço e permanente (sic) permite.

Eu pude, finalmente, sonhar.