27 de set de 2011

The singer's name was Alice

Acho que agora entendi
A engrenagem da vida
Os desencontros dos amores
Os desencantos das tuas dores

Tanto esforço em vão
Pra espantar a solidão
Pra inventar essa história
E só caber eu e você

Ahh, os nós que a vida não desfaz
A volta que se refaz
O torto do caminho
Os retornos e aqueles carinhos

Eu podia me apaixonar
Aí você iria me amar
Pra até, de novo,
O destino: obstinado carrapato
Pular no teu retrato
Apagar a tua imagem
Aliviar minha saudade
E , de novo,
Ser obrigada a recomeçar.

24 de set de 2011

Mano velho

O tempo.

1 . Antes só do que…com alguem sem estar apaixonada.
2. Minha casa em três palavras: planta, cama, manta.
3. O melhor de morar só: metodo
4. O pior de morar só: contas.
5. O que não falta na minha geladeira: nunsa...falta tudo.
6. Antídotos contra a solidão : sexo descompromissado (desculpa, mae)
7. As três últimas coisas que comprei: leite, queijo, biscoito.
8. Quem eu adoraria levar para casa: Emilie Hirsch, Sean Penn, Marlon Teixeira (comedora de criancinhas)
9. Quem jamais vai sentar no meu sofá: tenho mais sofa nao.
10. O que ando lendo: Piaui, livro sobre o holocausto
11. A trilha sonora do momento: Alice in chains
12. Uma receitinha esperta: creme de abobora.
13. Mania assumida: limpeza
14. Uma frase que me move: Confio, entrego, aceito, agradeco.